Menu

Sobre o CAPA – o primeiro ‘writing center’ do Brasil

O que é CAPA?

O Centro de Assessoria de Publicação Acadêmica (CAPA) é, primeiro, um lugar de diálogo sobre a escrita acadêmica: diálogo entre alunos, entre professores, entre setores da universidade, e entre universidades.  E esse diálogo é mais focado no processo do que no produto.

Di√°logo sobre a escrita

O CAPA promove intera√ß√£o e di√°logo entre alunos, professores, setores e institui√ß√Ķes para ajudar a tornar a escrita acad√™mica uma pr√°tica social. Pesquisas mostram que tais pr√°ticas melhoram a qualidade e a quantidade de produ√ß√£o de textos, inclusive artigos cient√≠ficos.

A escrita √© geralmente considerada uma pr√°tica solit√°ria (um indiv√≠duo que senta para escrever), mas pesquisas mostram que a produ√ß√£o de textos acad√™micos melhora quando o processo √© um ato social que¬†envolve di√°logo com outras pessoas, especialmente colegas, e em ambientes interdisciplinares. O CAPA √© um espa√ßo dedicado a tais din√Ęmicas.

Institucionalmente, o CAPA √©¬†um √ďrg√£o Suplementar do Setor de Ci√™ncias Humanas da Universidade Federal do Paran√° (UFPR), e¬†um centro de forma√ß√£o acad√™mica¬†na escrita e revis√£o de textos acad√™micos. ¬†Suas a√ß√Ķes t√™m car√°ter intersetorial¬†e interdisciplinar, e s√£o destinadas √† comunidade interna e externa √† UFPR. ¬†Sem fins lucrativos, o CAPA investe na qualidade da sua equipe (constitu√≠da por professores e alunos da UFPR), pesquisa cont√≠nua, instala√ß√Ķes e servi√ßos, e propicia √† comunidade interna e externa √† UFPR aux√≠lio com escrita acad√™mica atrav√©s de cursos, assessoria individual, revis√£o de textos, entre outros, com reserva de vagas gratuitas para docentes e alunos da UFPR.¬† Al√©m disso, o CAPA¬†√© tamb√©m um espa√ßo destinado √† inicia√ß√£o cient√≠fica e forma√ß√£o profissional para os alunos da gradua√ß√£o e p√≥s-gradua√ß√£o de Letras (especialmente)¬†da Universidade Federal do Paran√° – UFPR.

Portanto, a fun√ß√£o do CAPA √© servir o corpo docente e discente da UFPR, assim como a comunidade acad√™mica externa, visando a apoiar a forma√ß√£o de autores acad√™micos atrav√©s da pesquisa, extens√£o, e assessoria direta na √°rea de escrita acad√™mica, inclusive com revis√Ķes, tradu√ß√Ķes e encontros pessoais.

 

Como surgiu?

No início de 2015, foi criado no CNPq um grupo de pesquisa chamado Internacionalização de Pesquisa Científica Brasileira (liderado pelo Prof. Dr. Ron Martinez da UFPR), com o objetivo de tentar entender melhor os desafios enfrentados por professores e alunos da UFPR ao redigir um texto acadêmico Рespecialmente artigos científicos em inglês.

Alguns dos achados da pesquisa foram os seguintes:

  • a press√£o para publicar – especialmente em revistas internacionais – aumenta a cada ano, tanto para professores quanto alunos;
  • essa press√£o √© devida a uma tend√™ncia √† internacionaliza√ß√£o na academia, que por sua vez √© pressionada (especialmente) por rankings de v√°rios tipos;
  • apesar da press√£o crescente, dentro da universidade n√£o crescem as fontes de aux√≠lio para poder produzir textos acad√™micos (e muito menos em ingl√™s);
  • por¬†conta das press√Ķes, alunos e professores¬†frequentemente se veem obrigados a pagar por servi√ßos terceirizados de revis√£o e tradu√ß√£o, que geralmente s√£o caros.

Driving forces

A situa√ß√£o, portanto, vira um c√≠rculo vicioso: professores e alunos que n√£o aprendem a elaborar artigos cient√≠ficos, sentindo-se obrigados a terceirizar as revis√Ķes e tradu√ß√Ķes dos textos, investindo dinheiro que n√£o d√° nenhum retorno pedag√≥gico para a universidade, e que precisa ser sempre reinvestido.

 

 

 

 

Frustrated at computerNo CAPA, acreditamos que se a universidade faz parte dos sistemas globais atuais que causam tais press√Ķes para publicar. Tamb√©m √© responsabilidade da universidade n√£o obrigar seus alunos e professores a pagarem empresas e profissionais particulares que n√£o t√™m interesse em auxiliar, de fato, essas pessoas. A universidade tem a obriga√ß√£o, especialmente para com os seus alunos e a comunidade acad√™mica como um todo, de ajudar a criar pesquisadores independentes, que por sua vez tamb√©m ajudar√£o outros no futuro.

 

 

 

A criação do primeiro writing center do Brasil

Depois de concluir o primeiro ano da pesquisa, o grupo levantou v√°rias possibilidades de solu√ß√Ķes para os problemas e desafios identificados. ¬†Entretanto, todas as “solu√ß√Ķes” (por exemplo, cursos intensivos de escrita) pareciam pontuais e ef√™meras. ¬†Ap√≥s dialogar com diversas universidades de outros pa√≠ses, ficou claro que a solu√ß√£o seria um centro em que a√ß√Ķes coordenadas pudessem acontecer, envolvendo alunos e professores ajudando seus colegas: o writing center (‘centro de escrita’).

Os writing centers começaram a surgir nos Estados Unidos mais de meio século atrás, mas no Brasil ainda são desconhecidos.  A ideia principal por trás deles é muito simples: os alunos Рe até os professores Рpodem ajudar uns aos outros.  Existe uma pressão grande para escrever textos acadêmicos de boa qualidade, e não se pode depender exclusivamente do professor para formar bons escritores.  Os writing centers nos Estados Unidos treinam alunos de graduação e pós-graduação que já são bons escritores a ensinarem seus colegas a também desenvolverem essa habilidade.

Meeting taking notesPortanto, o CAPA se inspirou em alguns dos melhores writing centers dos Estados Unidos, como os da University of Maryland, a¬†University of Columbia, e a¬†University of Notre Dame, e de outros pa√≠ses do mundo, como a University of Adelaide (Austr√°lia), e a University of Plymouth (Reino Unido). ¬†Mas o CAPA ainda se destaca entre eles como √ļnico, pois n√£o existe outro centro de escrita no mundo¬†onde

 

  1. alunos e professores auxiliam outros professores e alunos;
  2. a força de trabalho seja constituída por voluntários e bolsistas;
  3. a formação de revisores, tradutores, e professores de escrita acadêmica também seja prioridade;
  4. funcione um centro de pesquisa sobre a escrita cientifica;
  5. haja atendimento para tanto a comunidade interna (UFPR), como a externa (todo o país).

 

CAPA

Casa Amarela UFPR
Rua XV de Novembro,1457 (Rua General Carneiro)
Curitiba, Paraná | CEP 80060-000